A palavra Islão deriva da raiz árabe “Saláma” que significa paz, pureza, submissão e obediência. No sentido religioso significa submissão voluntária à Vontade de Deus e Obediência à Sua Lei, que foi revelada ao Profeta Muhammad, abençoado seja o seu nome, último dos Mensageiros de Allah (Deus), há cerca de 1438 anos, através do Alcorão, Livro Sagrado do Islão.

Alcorão é o livro Sagrado revelado por Deus ao Profeta Muhammad, através do Anjo Gibrail, Gabriel, por um período de 23 anos em Meca e em Medina.

É composto por 30 Juz (Partes), 114 Suratas (Capítulos), 6342 versículos.

 

Alcorão – O Livro Sagrado

Alcorão é o livro sagrado do Islão. É a palavra de Deus revelada ao profeta Muhammad (assn) ao longo de um período de vinte e dois anos. A palavra Alcorão deriva do verbo árabe que significa declamar ou recitar, Alcorão é portanto uma "recitação" ou algo que deve ser recitado.

O Alcorão é a suprema Lei do Islão. Todo o ser que crê no Alcorão como livro Divino, considera-se um ser crente, pois é a mensagem de Deus para toda a humanidade. É o verbo divino revelado ao selo dos profetas e o último dos apóstolos, Muhammad (Maomé), por intermédio do fiel arcanjo Gabriel.

Começou a ser revelado no ano 610 DC, no dia 17 do mês de Ramadão, quando o Profeta já tinha completado 40 anos de idade. Durante um dos seus retiros na gruta de Hira, onde ia constantemente para meditações, penitências e adoração a Deus, surgiu o arcanjo Gabriel que descendo do Céu lhe disse: Lê, recita oh Muhammad! ao que o Profeta, que era iletrado, respondeu: eu não sei ler. O arcanjo Gabriel insistiu por mais duas vezes, ordenando então que dissesse:”Lê em nome do teu Senhor que criou” “Criou o homem de um coágulo” “Lê que o teu Senhor é o magnânimo” “Que ensinou com o cálamo” “Ensinou ao homem o que não sabia”.

O Alcorão está organizado em 114 capítulos, denominados suras divididas em livros, secções, partes e versículos. Considera-se que 92 capítulos foram revelados ao Profeta Maomé em Meca, e 22 em Medina. Os capítulos estão dispostos aproximadamente de acordo com o seu tamanho e não de acordo com a ordem cronológica da revelação. Cada sura pode por sua vez ser subdividida em versículos (ayat). O número de versículos é de 6342.

Os capítulos são tradicionalmente identificados mais pelos nomes do que pelos números.

O Alcorão não foi estruturado como um livro durante parte da vida de Maomé. À medida que o Profeta recebia as revelações, ele solicitava a jovens letrados que integravam a sua comitiva que transcrevessem os textos.

O texto foi preservado em materiais dispersos tão variados como folhas de tamareira, pedaços de pergaminho, omoplatas de camelos, pedras e também na memória dos primeiros seguidores. Durante as noites do Ramadão, o Profeta Muhammad (Maomé) recapitulava as revelações, numa conferência onde estavam presentes os logógrafos (escritores profissionais) e os hafiz, ou seja, pessoas que conheciam passagens de memória. Após a morte de Maomé em 632 iniciou-se o processo de recolhimento dos vários extractos.

 É um dos livros mais lidos e publicados no mundo. 

Leia o Alcorão Sagrado

Pesquisar